Informação para a Indústria de Construção Civil, Obras Públicas e setor mineiro

A tecnologia de posicionamento de ponto preciso é essencial para uma construção mais sustentável, eficiente e rentável

Bruno Fileno, Senior Business Development Manager da Topcon Positioning Systems Europe

08/04/2024
Estamos a viver tempos em que existe uma consciencialização cada vez maior e necessária sobre a importância de trabalhar com a sustentabilidade e eficiência enquanto elementos essenciais da ação empresarial.

Todos os dias recebemos notícias sobre os esforços realizados pelas empresas responsáveis para reduzir as emissões e a utilização de recursos naturais para que o seu funcionamento seja sustentável, ou sobre a redução de tempos ou esforços dos colaboradores para melhorar a sua sustentabilidade e dar maior retorno aos seus investidores. Estas melhorias, indispensáveis para o planeta e muito importantes para o crescimento das empresas, por vezes conseguem-se graças a uma liderança forte e comprometida com o futuro, ao integrar novas tecnologias que, ao aumentarem a eficiência, conseguem promover a modernização na forma de trabalhar dos diferentes setores.

Bruno Fileno, Senior Business Development Manager da Topcon Positioning Systems Europe
Bruno Fileno, Senior Business Development Manager da Topcon Positioning Systems Europe

A construção, incluindo tudo, desde a edificação até a criação e manutenção de infraestruturas, representa 12% do PIB mundial. Por conseguinte, é um setor-chave para o crescimento das diferentes economias e a melhoria das condições de vida das pessoas por meio de empregos de qualidade, assim como para a redução do impacto ambiental da humanidade no nosso planeta, sendo que 47% das emissões de CO2 têm a sua origem na construção.

Neste contexto, a tecnologia de posicionamento de ponto preciso é essencial para uma construção mais sustentável e eficiente. Além disso, dado o seu rápido retorno, é extremamente rentável. A utilização de sistemas de geoposicionamento de última geração para a topografia, o controlo de máquinas e o mapeamento, através de GPS, GNSS, permite sempre eliminar erros, reduzir a utilização de materiais, produzir menos resíduos e limitar o consumo de energia. E, no entanto, no meu trabalho diário como executivo da Topcon, um dos maiores fornecedores do mundo de sistemas de posicionamento de ponto preciso, continuo a ouvir os encarregados de obra a dizer que preferem fazer as coisas “como sempre”.

Eu percebo. É fácil entender que um investimento tecnológico é sempre uma decisão que encontra resistência entre os gestores mais tradicionais. Frequentemente, estas posições devem-se sobretudo à falta de informação/consciencialização e à ausência de apoios, dois fatores que dependem mais dos governos e instituições, do que de uma preferência real.

Organizações como as Nações Unidas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e iniciativas como a Business Ambition 1,5º para evitar que o aumento da temperatura do planeta ultrapasse os 1,5 °C em 2030, os quais estão acessíveis aos pequenos e médios empresários, promovem esta consciencialização e proporcionam uma orientação para a implementação de melhorias para a sustentabilidade de setores e empresas. No entanto, ainda é necessário fazer mais esforços de cofinanciamento por parte dos governos. As ajudas pós-Covid da União Europeia, com o plano Next Generation, conseguiram aproximar esta possibilidade em alguns países europeus, mas ainda há muito para fazer em outras regiões do mundo.

Em suma, o geoposicionamento de precisão, na topografia e nas suas diversas aplicações, é uma oportunidade para melhorar a sustentabilidade de setores-chave, como a construção. Estes setores irão continuar a crescer em resposta ao crescimento da população mundial e precisam de aproveitar todas as oportunidades que a tecnologia proporciona para limitar as suas emissões através da eficiência. A adoção destas soluções deve, pois, ser considerada uma prioridade para melhorar a rentabilidade das empresas e permitir-lhes aumentar a sua contribuição para a proteção do planeta e das pessoas.

REVISTAS

Siga-nos

NEWSLETTERS

  • Newsletter EngeObras

    05/06/2024

  • Newsletter EngeObras

    22/05/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.engeobras.pt

Engeobras - Informação para a Indústria de Construção Civil, Obras Públicas e setor mineiro

Estatuto Editorial